Podcast #001 – Caldo de Ossos: Colágeno, Glicina e Benefícios com Bibiana Mandagará

No primeiro podcast Batata Assando o tema escolhido foi tudo sobre o caldo de ossos, incluindo seus benefícios, como fazer, e os motivos pelos quais deveríamos tomá-lo.

Eu tive a imensa honra de contar com a presença da especialista Bibina Mandagará para esse bate-papo.

A Bibiana vende caldo de ossos prontos em Brasília, e pode ser contatada diretamente no Instagram @cozinhadepedra – e eu já quero deixar registrado aqui o meu agradecimento pela sua disponibilidade.

Para quem não sabe, o Podcast Batata Assando é o um novo projeto que vai ao ar a cada 2 semanas nas principais plataformas de podcast disponíveis.

Além disso, a transcrição será sempre disponibilizada integralmente nesta seção do blog.

Gravações ao Vivo no Instagram

Todos os episódios do podcasts Batata Assando são e serão gravados ao vivo como forma de live no meu Instagram @batata.assando.

Dessa forma, é importante que você me siga e ative as notificações de postagem do perfil @batata.assando caso queira acompanhar as gravações, fazer perguntas e interagir ao vivo.

Como Fazer e Por quê Tomar Caldo de Ossos

Para iniciar as atividades do podcast eu tive o prazer de contar com a Bibiana Mandagará, especialista e profunda estudiosa do assunto.

Nós conversamos e debatemos diversos pontos referente a essa milenar bebida, incluindo:

  • o que é caldo de ossos,
  • como fazer caldo de ossos em casa,
  • quais ossos de animais usar,
  • como não fazer seu caldo de ossos,
  • sugestões de consumo,
  • ideia de receitas doces com caldo de ossos,
  • a importância da glicina para dormir bem,
  • como a falta de colágeno facilita o envelhecimento precoce,
  • a maneira correta de suplementar caldo de ossos para emagrecer,
  • o melhor horário para consumir colágeno,
  • e muito, muito mais.

Nossa conversa ficou realmente riquíssima, e eu espero que você goste do show.


PRIMEIROS RESULTADOS EM ATÉ 7 DIAS


CARDÁPIO GRATUITO PARA A DIETA LOW CARB

Descubra como emagrecer com a dieta low carb comendo refeições saborosas todos os dias

Ouça também nas plataformas: iTunes | Google Podcasts | Spotify

Bibiana: Olá, tudo bem?

Pedro: Tudo bom e você?

Bibiana: Muito prazer.

Pedro: o prazer é meu!

Bibiana: Estou muito feliz com o convite. 

Pedro: Bom, primeiro lugar, seja muito bem vinda, eu estou bastante feliz em estar falando com você hoje.

Eu cheguei a comentar com você, esse aqui é o Podcast Batata Assando.

Basicamente a gente vai conversar agora, quem viu ao vivo viu, quem não viu não vai ficar gravado pelo IGTV.

Como eu não quero que as minhas conversas fiquem esquecidas porque eu sei que tudo que a gente fala aqui nas conversas tem muita informação enriquecedora, eu vou deixar como um podcast nas plataformas de podcast e também no meu site batataassando.com.br.

A partir disso, a minha ideia é que eu consiga fazer esse conteúdo chegar a mais pessoas, não só as que estão assistindo aqui. Então, seja muito bem vinda e se apresente agora aí para o pessoal.

Bibiana: É muito legal essa iniciativa, é muito inteligente da sua parte. Realmente assim chega para mais pessoas.

Enfim, meu nome é Bibiana, eu tenho o perfil Cozinha de Pedra e eu não fiz nutrição. Eu sou especialista que nem você, eu faço a dieta paleo desde 2014 entre idas e vindas, sabe como é.

Na época, era coisa de gente maluca, era pecado dizer para os outros que comia carne. Hoje é mais tranquilo, antes a gente era um ET.

Pedro: Sim, e para pegar informação em português não tinha praticamente nada.

Ou conhecia o Souto ou não tinha nada, tinha que fazer leitura em inglês mesmo porque não tinha nada em português.

Mas bom, ainda bem que estão melhorando as coisas. Conta mais do seu trabalho, o que você faz. 

Como tudo começou

Bibiana: Então, eu sou formada em cinema e trabalhava com áudio e visual, mas isso nunca me trouxe muito prazer.

Eu cozinho desde criança e quando eu comecei a paleo era muito estranho porque eu optei por fazer o site Cozinha de Pedra para mostrar para as pessoas que não é uma dieta maluca.

E também porque eu só sabia cozinhar glúten e açúcar. Então, eu tive que gravar umas receitas para não esquecer. E aí desde aquela época eu fiquei nessa coisa de ter que fazer comida de verdade.

Entre idas e vindas e trabalhos também, acho que 2018 eu vim para Brasília e aqui realmente não tem emprego na minha área. Aí eu e meu marido começamos o Cozinha de Pedra.

Eu ainda ficava muito triste porque eu vendia doce low carb e eu acho que doce low carb não ajuda a vida de ninguém. Eu acho que não muda a vida das pessoas.

Aí depois de um tempo a gente passou a vender marmita low carb e rapidamente, quando eu comecei a fazer marmita, eu passei a fazer caldo de ossos para realçar sabor das marmitas.

Eu fiz caldo de ossos antes disso tudo, só que eu fazia no fogão à lenha e eu ficava morrendo de medo de deixar aquele negócio à noite ligado. Mesmo quando o fogo apagava aquela coisa fedia e eu queria jogar fora, até que minha sogra que tem fibromialgia foi indicada a tomar e ela ficava “vamos fazer”.

E eu achava que não tinha como fazer, que essa receita era um inferno.

Aí eu descobri que eu poderia fazer com panela de pressão e isso foi realmente libertador, foi quando as coisas começaram a se abrir.

Como Emagrecer Tomando Caldo de Ossos?

Aí a gente começou a vender, a gente foi a primeira empresa a vender caldo de ossos e as pessoas começaram a consumir e começaram a ter resultados impressionantes de restauração intestinal, de curar anemia, de emagrecimento.

Teve um médico que disse assim:

toda vez que você sentir fome, você toma caldo de ossos.

E essa foi a época que começou a aumentar muito. Aí rapidamente a gente decidiu focar nisso e a gente foi a primeira empresa a ser especializada em caldo de ossos.

Mas tinha um trabalho muito grande para cavar o mercado, aí a gente começou com conteúdo e as pessoas queriam muito saber como era aquilo e centenas de pessoas naquele ano começaram a aliviar dores nas articulações e um monte de coisa que você pode imaginar, foi realmente muito chocante.

Aí a gente começou a ensinar a fazer e logo no início a gente se deu conta que era melhor não fazer só o doce, foi quando a gente começou a fazer caldo de ossos sem sabor para trazer o chocolate quente, os doces de caldo de ossos.

E isso foi uma febre, aí tu olha por aí e um monte de marcas surgiram, um monte de gente fazendo, um monte de receita e isso liberta a vida das pessoas, porque até então caldo de osso era só sopa.

As pessoas conseguiram se libertar culinariamente e consumir colágeno.

Pedro: eu inclusive estava lendo no blog do Mark Sisson, não sei se você já viu a postagem dele, eu li bastante sobre caldo de ossos.

Mas o que me decepcionou bastante foi uma postagem dele de 5 receitas com caldo de ossos e aí foi o que você falou, são 5 receitas de sopa que uma tem frango, a outra tem carne, a outra tem cenoura e é a mesma coisa basicamente.

Aí eu pensei direto nesse chocolate quente que você citou, e eu pensei que por ele ser tão grande, ele iria ensinar algumas receitas e não só mudar um ingrediente, porque isso não altera muita coisa.

Rapidinho, eu só queria dar boa noite para o Geovani Berno da Mentoria Batata Assando, boa noite Giovane, seja muito bem vindo.

Mas então voltando, você falou de benefícios, acho que a gente pode começar falando dos benefícios do caldo de ossos como a fibromialgia que era algo que eu descobri agora, dessa parte eu não sabia.

E assim, eu sei que se a gente ficar falando de benefícios, a gente vai ficar até três da manhã aqui, mas se você pudesse pontuar algumas coisas que a princípio de conversa as pessoas não tem em mente, porque talvez as pessoas já saibam um pouquinho que faz bem para a pele, mas e o que mais?

Porque não é só isso.

Caldo de Ossos ajuda a Dormir Bem?

Bibiana: não é comum no exterior aplicar caldo de ossos sem sabor em receitas de outra forma, só o caldo de ossos em pó.

Então explodiu a cabeça de todo mundo. Mas então, dos benefícios, tem um que é muito especial para mim que é o sono.

Ele realmente é muito especial para mim porque eu capoto, fico no sofá.

A pessoa pode questionar o colágeno, a condroitina e a glucosamina, ela pode questionar o ácido hialurônico, ela pode questionar tudo, mas ela não pode questionar o sono, que o sono te dá uma saúde melhor, te dá um estilo de vida melhor, ele reduz cortisol, ele realmente é maravilhoso para a saúde em geral.

Eu acho que esse é um benefício muito importante.

Qual o melhor horário pra tomar?

Pedro: duas perguntas em relação a isso.

  1. Há benefício em tomar o caldo de ossos antes de deitar ou suplementar ao longo dos dias já vai ter efeito?
  2. Qual seria a propriedade do caldo de ossos que levaria a isso?

Bibiana: a glicina. Tu mesmo comentou no vídeo lá, a glicina vai abaixando a temperatura.

Pedro: que vergonha! Rs.

Bibiana: é que eu acabei de ver o vídeo, porque eu sou muito estudiosa.

Mas ela vai baixando a temperatura da pele, a temperatura do corpo, a gente vai relaxando e aí tem um sono mais reparador.

E realmente é o que eu sinto. Mas eu sinto como benefício imediato antes de dormir. Eu não tenho coragem de relacionar em tomar de manhã e de noite ter um sono melhor.

Eu sinto o benefício imediato. E qual era a outra pergunta?

Pedro: eu perguntei o motivo, que era a glicina.

Ainda nesse ponto, só gostaria de falar para o pessoal que está ouvindo e para você, que eu consumo o caldo de ossos e encontrei aqui em São Paulo sem sabor.

Eu faço como um próprio chá, eu faço chá de mulungu, folha de maracujá e caldo de ossos.

Bibiana: Ousado.

Pedro: O chocolate quente me inspirou. O chá fica bom, eu misturo caldo de ossos e fica ótimo.

Bibiana: Eu chamo de chocolate quente botox.

Pedro: o que eu ia perguntar é o porquê que pode ter um questionamento em relação ao colágeno. Fala mais disso para o pessoal que está assistindo a gente.

Benefícios do Colágeno: Mito ou Verdade?

Bibiana: muitos médicos falam sobre o mito do colágeno que é assim, a pessoa gasta muito dinheiro comprando colágeno na farmácia só que na verdade o colágeno quando tu toma ele não é absorvido no corpo, o colágeno que tu toma não melhor suas rugas, não melhora as articulações.

Eu não tiro a razão deles, eu só acho que eles têm uma lógica diferente. Por exemplo, todo tipo de colágeno, você vai na farmácia e tem o tipo 1, 2 e 3.

O 1 vem dos peixes e é para a pele, o 2 vem das aves e é para as articulações.

Então tem todo um negócio como se tu pudesse pegar o colágeno, ir lá e escolher o benefício que tu quer de acordo com a embalagem. E realmente, nesse caso é um mito.

O que acontece quando a gente ingere o colágeno, ele vira os mesmos aminoácidos não essenciais.

Para o pessoal entender, é como se fosse uma piscina de bolinha, a piscina é a molécula e as bolinhas são coloridas e uma delas é a glicina. Então digamos que a glicina são as bolinhas amarelas.

E aí a gente fica ali consumindo bolinhas amarelas e o nosso corpo funciona muito bem. Só que essa piscina de bolinhas vai entrar no nosso organismo e o nosso corpo é como se fosse um guarda de trânsito.

Ele vai mandar as bolinhas coloridas ou os carros coloridos cada um para um canto porque é o que precisa.

Então tu não vai reduzir as suas rugas se o teu intestino não estiver cicatrizado, o corpo está nem aí se tu quer barriga tanquinho.

Ele quer te manter vivo.

Como as outras coisas, por exemplo a prolina que também tem relação com queda de cabelo, e aí vai cada aminoácido para formar o tecido que o corpo achar melhor e também o colágeno.

Se tu toma caldo de ossos todos os dias e cria esse hábito, vai ali mantendo aquilo preenchido e aumenta a chance de que o colágeno funcione para aquilo que tu quer.

Então eles falam do mito do colágeno que é que tu toma colágeno e ele vai direto para as articulações e realmente isso não acontece.

Mas se tu toma sempre, você vai cicatrizar o seu organismo de dentro para fora e tu vai estar com a saúde mais preparada para receber esses benefícios.

E isso acontece, não é um mito, a não ser que geral esteja tendo um efeito placebo.

Pedro: pontuando tudo que você falou, a parte da piscina de bolinhas eu achei essa analogia genial.

Mas eu acho que a gente ainda pode falar para o pessoal que a piscina de bolinhas tem bolinhas de várias cores e talvez a carne que é uma proteína tem bem menos quantidade de bolinhas amarelas quando comparadas com outras bolinhas.

Ou seja, a carne não irá oferecer todos os aminoácidos que o colágeno fornece.

Então não é porque tudo é quebrado em bolinhas que todas as bolinhas são iguais. 

Bibiana: Elas são coloridas. A carne a gente não consegue produzir e a gente precisa comer ela.

Só que tem umas que a gente consegue produzir, por exemplo a amarela, mas não produzimos o suficiente, então a gente tem que complementar.

Só que aí se tu já está doente, você não tem que complementar, tem que suplementar.

Pedro: exato. Então, nesse ponto, voltando a falar do Mark Sisson, ele fala que a gente produz 30% do colágeno que nosso corpo precisa para ter uma saúde intestinal boa, para ter o melhor sono possível, para quem pratica musculação ter a melhor reparação muscular possível.

Então se a gente produz só 30%, a gente está com 70% de déficit, por mais que esse déficit não leve ninguém ao óbito.

Mas isso quer dizer que a gente poderia estar com a nossa saúde melhor, por isso que a gente está inclusive aqui tendo essa live.

Bibiana: então vamos lá. A pessoa pode cair nas ruas por problemas nas articulações. Quase todos os problemas saem do intestino, porque a gente não consegue absorver corretamente os nutrientes. As articulações estão muito ligadas ao ácido hialurônico, ao consumo do colágeno.

Pedro: queria agradecer à Ligia por ter comprado meu livro.

Bibiana: Minha mãe comprou, ela disse que tá lá comendo a sua comida agora. Agora ela só se alimenta de Batata Assando, mas é low carb.

Pedro: pessoal, se alguém estiver interessado no livro, não sai da live agora. Quando acabar a live, você vem aqui em cima…

Bibiana: se alguém estiver interessado no livro, morra de inveja, porque eu tenho.

Pedro: opa valeu, obrigado aí pelo merchan. Outra coisa, se tiver alguém de Brasília aí assistindo a gente e não conhecia a Bibiana, depois entra no perfil dela e compra o caldo de ossos, porque eu tenho certeza que é o melhor caldo de ossos porque é uma pessoa que estuda o assunto.

Aqui em São Paulo eu compro em um lugar, mas sinceramente eu não vejo eles tendo o conhecimento que você tem para divulgar por aí.

Bibiana: Eu vou mandar o meu para aí quando eu resolver a questão do transporte. Quando passar a pandemia eu quero ir aí para visitar você e os senhores tanquinhos.

Pedro: Sim, a gente pode fazer um encontro geral aqui todo mundo. Vira e mexe eu acabo encontrando eles.

Bibiana: Mas deixa eu te falar, quem é seguidor do Pedro tem desconto vitalício de 3%.

Não sei se você está ouvindo como podcast ou no Instagram, é só chegar lá que tem desconto vitalício.

Pedro: então para quem tá ouvindo a gente, é no instagram cozinha de pedra que você vai conseguir esse desconto e esse caldo de ossos.

Adicionalmente, para quem está ouvindo depois e não conhece o seu instagram, depois aproveita e segue @cozinhadepedra e já fica aqui a recomendação desse instagram que é super ótimo.

Fico feliz que seu instagram esteja voltando, a gente sentiu muita falta das publicações, assim que eu vi que você voltou eu já chamei para fazer a live.

Bibiana: 5 minutos depois que eu voltei.

Eu passei um tempo afastada cuidando da família por conta do momento em que estamos vivendo, mas está tudo bem, estamos restaurados. Estamos voltando com tudo.

Pedro: eu acho que é um benefício do caldo de ossos, a gente tem vários, mas se você puder fazer um resumão, ou você acha que a gente já pode ir para a parte de como fazer o caldo de ossos e depois como que consumir?

Quais os reais Benefícios de Tomar caldo de Ossos?

Bibiana: Claro, eu separo os benefícios de:

  • imediato e
  • longo prazo.

Então de imediato eu acho que o sono. A saciedade também tem estudos que mostram que a proteína da gelatina dá mais saciedade que outras proteínas.

Muita gente fala isso, que fez a receita do chocolate quente ou outras receitas com caldo de ossos e parece que você comeu um boi.

E a questão do jejum intermitente, existe o jejum metabólico em que a importância não é tanto restringir calorias, mas restringir a resposta glicêmica.

Então o caldo te dá confiança para conseguir iniciar o jejum, ou te dá a prática e conseguir esticar um pouquinho as horas de jejum, é isso que eu considero de mais imediato.

Acredito que para conseguir outros tipos de reparação, é importante aquele consumo diário daquela quantidade de glicina que a gente estava falando.

Isso tem a ver com cicatrização intestinal, com querer tirar aquele pé de galinha do rosto, para o cabelo crescer mais rápido, as unhas precisam ser cortadas duas vezes na semana porque crescem mais rápido.

As pessoas reclamam que as unhas ficaram mais fortes e não conseguem mais roer.

Tem a elasticidade também, então se a gente fala de uma grávida que é uma das pessoas que mais precisa esticar a pele e está gerando ossinhos e carninhas.

Se a gente come quando tá ok e a gente sacia quando recebe os nutrientes ou a energia, se a gente não está absorvendo bem os nutrientes, a gente come mais.

E se a gente passa a absorver mais os nutrientes, a gente passa a atingir a saciedade mais rápido, com mais qualidade.

Inclusive a gente falou de músculos, eu já voltei a malhar com e sem caldo de ossos e diminui mais de 60 a 70% da dor no início da academia.

Esses benefícios de restauração são ao longo do tempo.

Pedro: bom, nessa questão muscular, nunca tinha me vindo na cabeça o colágeno e eu acho que faz bastante sentido o colágeno ajudar mais até mesmo que outras proteínas na restauração muscular, principalmente quando a gente já tem uma boa alimentação.

Faz total sentido que o colágeno seja a cereja desse bolo.

Caldo de Ossos não é “passe livre” para Esbórnia Alimentar

E a outra coisa que você falou de uma maior saúde intestinal, é que a gente pode consumir o caldo de ossos, mas isso não é um passe livre para consumir glúten e açúcar como se não houvesse amanhã.

Bibiana: se não você só inflama e desinflama.

Pedro: exatamente. Por mais que ele apresente benefícios, os malefícios de comer mal até são maiores. Então sim, o caldo de ossos traz bastante benefícios, mas ele não é um passe livre para ficar fazendo besteira.

Bibiana: ele não ajuda a fazer musculatura, ele ajuda a reparar. A não ser que o seu corpo precise dessas bolinhas coloridas para fazer musculatura, aí ele manda essas bolinhas coloridas.

O caldo de ossos funciona em um contexto de comida de verdade. Não acredite em milagres.

Se alguém te dizer que caldo de ossos faz milagre, não acredite, porque tudo é conquistado com mudança no estilo de vida e muito esforço.

Pedro: para falar a verdade, eu tenho uma cliente da Mentoria Batata Assando que começou a se alimentar melhor depois da mentoria, só que ela consumia caldo de ossos.

Ela dizia que estava com os cabelos mais fortes, as unhas mais fortes, pele melhor e sem a mudança alimentar.

Depois que ela passou a se alimentar melhor, dentro do grupo VIP no Whatsapp, ela terminou o nosso processo perdendo peso e ainda assim falando da importância do caldo de ossos, conseguindo estender o jejum.

Deu muito certo, já dava resultado antes da alimentação correta e depois da alimentação foram muitos benefícios.

Bibiana: Pedro só uma coisa que eu esqueci, eu achava que não acontecia, mas eu já vi que escurecia cabelos.

Meu pai tem o cabelo bem branco e ele está tomando há 7 meses e se você olhar os cabelos novos, eles são pretos.

Eu estou estudando melhor, mas se eu não tivesse visto eu não acreditaria.

Pedro: só uma pausa aqui, pessoal vamos colocar o coraçãozinho porque isso ajuda bastante a live, estou sentindo falta deles agora.

E também mandar esse podcast para mais pessoas.

Enviar porque eu tenho certeza que esse conteúdo de caldo de ossos as pessoas não vão encontrar tão cedo aqui na internet, é um assunto que não é muito falado.

Será que agora a gente pode falar de como o pessoal que não mora em Brasília pode fazer em casa?

Você poderia explicar qual é a melhor maneira?

Como Fazer Caldo de Ossos?

Bibiana: eu não confio no caldo de ossos como fonte de minerais e de nutrientes, porque a gente quer nutrientes da alimentação, comendo comida de verdade.

Então, às vezes algumas pessoas falam:

faz cozimento lento porque tem mais nutriente.

Eu não tenho glicina na minha alimentação, a não ser que eu assista a um filme comendo pé de galinha frito, tem que comer mocotó todos os dias, aquela carne de panela.

Então o que eu quero é glicina porque não é todo mundo que consegue essa fonte.

Se eu quiser a glicina, eu vou fazer o melhor que eu puder fazer e isso envolve a panela que eu tenho em casa e isso envolve o tempo que eu vou fazer.

Gente, se eu puder ensinar alguma coisa para vocês na vida, é quanto mais tempo melhor.

Tem até a hashtag #quantomaistempomelhor

Então, se você quiser fazer um caldo de ossos de 1 hora em vez de 10 horas, você estará sub utilizando nutriente.

Muita gente faz errado

Muito simples: Ossos, água e tempo, o resto é opcional.

Muita gente coloca que precisa de vinagre na água, parece que o vinagre é mais obrigatório que o próprio osso ou a própria água.

Então esse é um dos mitos que a gente tenta quebrar – o vinagre é opcional, e pouco faz diferença.

Você tem que decidir qual será a tua panela, acho que a maioria das pessoas tem uma panela de pressão comum, mas eu uso panela de pressão elétrica porque ela me dá mais facilidade na vida, porque eu posso deixar fazendo o caldo de ossos e sair na rua.

Pedro: Dá para dormir.

Bibiana: é, eu deixo dormindo. Isso é uma coisa que muitas pessoas que querem fazer o caldo continuamente investem. 

Não é uma panela de arroz. Eu sempre deixo no mínimo duas horas.

Quanto tempo deixar?

Depende do tipo de osso utilizado. Para fazer caldo de ossos com:

  • ossos bovinos ou suínos precisamos de no mínimo 3 horas de cozimento na panela de pressão.
  • ossos de aves: no mínimo 2 horas de cozimento na panela de pressão.
  • espinhas de peixes: 1 hora de cozimento na panela de pressão já é o suficiente.

Pedro: eu sempre ouço que tem que deixar de 24 a 30 e poucas horas e essa informação assusta do nada.

Mas é muito legal saber que com 2 ou 3 horas você já consegue fazer um caldinho de ossos mais ou menos.

Caldo de Ossos não é coisa de “Gente Rica”

Bibiana: Pedro, o que as pessoas precisam saber é o que é acessível para elas. Elas não precisam ficar paralisadas no perfeccionismo.

Hoje eu faço caldo de ossos de 8 horas porque eu só aperto o botão e sem frescura, não é para gourmetizar.

Porque o que você está perdendo não é maior do que a glicina que você está ganhando, porque a gente não tem glicina e é isso que importa

Se para você só dá para deixar 2 horas o frango ou 1 hora o peixe, então tá ótimo.

Sempre sem frescura!

Pedro: Dá para fazer com peixe?

Bibiana: o que eu gosto é de derreter toda a pele, o peixe tem muito colágeno, o mocotó também tem muito colágeno.

Então se eu estou me propondo a fazer, eu quero fazer o meu melhor e o que estiver ao meu alcance:

  • 2 horas para frango e
  • 3 horas para boi.

O fêmur e a canela são os ossos que tem o famoso tutano e são ossos bons para fazer caldo de osso sem sabor.

O tutano tem hormônios, a adiponectina que é um hormônio muito massa, mas é tão difícil de falar quanto “ácido hialurônico”.

Pedro: no vídeo do caldo de ossos o editor do vídeo deve me ter visto uns 3 minutos tentando falar uma única frase que tinha ácido hialurônico sem gaguejar.

Só mais uma outra pausa, gente quando eu pedi para vocês darem coração, aumentou 10 expectadores aqui em cima, então dá coração para a gente ver se consegue aumentar até 80 os espectadores aqui ao vivo.

Vamos distribuir mais.

Bibiana: E aí o tutano é muito massa porque ele ajuda na sensibilidade da insulina para quem tem obesidade, ajuda na proteção de doenças cardiovasculares e muitas coisas legais, mas ele não é tudo.

Esse osso não é muito fácil de achar, mas ele faz melhor o caldo de ossos sem sabor.

É esse o osso, ele tem uns 2,5kg cada.

Pedro: eu até ia perguntar, como você coloca na panela esse osso? Você corta?

Bibiana: qual panela vai caber isso aí? O máximo da panela elétrica é 6 litros.

Aí tem uma diferença de água, a panela elétrica não vaza água, são:

  • 2,5 kg de osso para cada litro de água

Se você colocar mais, a gelatina vai ficar mais aguada, não vai ficar tão bom.

Agora se for naquela panela de pressão comum, aí você tem que colocar os ossos e cobrir com água, só que vai secar e você vai ter que abrir de tempos em tempos para completar com água.

Tem panela que tem que abrir de 40 em 40 minutos e tem panela que é a cada 1 hora e meia.

Você tem que se entender com sua panela.

Pedro: daria para eu fazer, por exemplo, 2 kg de osso e 3 litros de água para não ter que ficar abrindo a panela toda hora?

Bibiana: Pedro, as coisas não são exatas, a não ser que seja na panela de pressão elétrica, cada panela é diferente.

Pensa assim, você tem um fogão e eu tenho outro, o teu fogo baixo é diferente do meu fogo baixo. Isso é legal também da panela de pressão de fogão, tu coloca fogo alto e depois quando ferver você baixa.

Mais alguma dúvida de panela?

Pedro: não, eu estou aqui entretido.

Bibiana: Então a gente tem o osso e o osso não vai caber inteiro, aí tu pede para o açougueiro cortar e ele vai te perguntar se você quer carne com osso e você fala que é só o osso.

Aí você vai pedir para ele cortar igual mocotó e ele vai cortar grande.

Mas lembra o que você falou no vídeo que uma das coisas que importa é a área exposta.

Lá dentro do osso é onde tem o realçador de sabor, os nutrientes. Então, se puder, corte em pedaços menores, nos menores possíveis.

Pedro: faz total sentido. Nesse ponto é até mais fácil fazer com osso de galinha porque eles são mais fáceis de quebrar.

Bibiana: inclusive eles demoram menos tempo para ficarem prontos porque eles são ocos.

Então, fazer só com pé de galinha fica mais neutro que todos os outros ossos.

Mas tem o mito de que o único osso que tem colágeno é o de galinha, e isso é mentira.

Então você pode assar um frango, separar toda a carcaça e congelar e fazer teu caldo de ossos, vai ser um caldo de ossos saudável. Sabe aqueles caras que vendem frango assado na esquina?

Esses caras não tem onde colocar o saquinho que vem dentro do frango. E nesse saquinho vem moela, fígado, cabeça, pescoço e pés.

A crista da galinha ou do galo é uma das maiores fontes de ácido hialurônico e tem estudos que falam que as injeções que eles davam antigamente no joelho, eram injeções de crista de galo.

Eles faziam esse extrato e conseguiam fazer esse tipo de tratamento. 

Então, o legal é pegar a cabeça de frango e colocar para cozinhar e conseguir o máximo que der.

O pé tem bastante articulação e o pescoço tem bastante carne, dá uma boa canja, um gosto maravilhoso. 

Pedro: bom, pelo que eu entendi, parece que a execução do caldo de ossos não é tão difícil, é paciência e água e uma panela para deixar cozinhando.

E isso que você falou do frango assado me fez lembrar daquilo que se a gente quer ser natural, não tem nada mais natural, mais próximos dos nossos antepassados, do que consumir crista do galo.

É muito ancestral.

Para mim é até intuitivo que isso irá fazer bem para a saúde, quando partimos de uma abordagem evolutiva.

E bom, como você falou parece que é até bom para o joelho.

Bibiana: assim como colágeno, assim como todas as coisas.

Pedro: eu ia falar do ácido hialurônico porque ele está presente nas nossas articulações e também que ninguém precisa injetar isso no joelho.

Bibiana: sim, por favor. É só um exemplo de uma coisa que eles faziam que faz todo sentido.

Pedro: olha só como é bem mais fácil, você só precisa tomar o caldo, não precisa nem de injeção.

Até porque isso não está tão presente na alimentação, as pessoas pouco comem carnes que são preparadas com ossos.

Tem pessoas que comem sobrecoxa de frango, ossobuco, mas é a minoria.

A minoria das preparações são feitas com ossos e isso no longo prazo, como a gente já falou no começo, vai fazer falta para o nosso organismo então é bastante importante a sua explicação sobre caldo de ossos para suprir essa ausência, porque depois de uma vida inteira com ausência da glicina por exemplo é nítido que as coisas talvez não caminhem tão bem quanto poderiam.

Bom, a gente já falou tudo que tínhamos levantado para falar hoje? O que mais nós podemos falar? Ou você acha que abordamos bem o tema?

Resumindo então, fazemos caldo de ossos assim

Bibiana: bom, então pra fazer caldo de ossos da maneira mais fácil possível é só seguir esse passo a passo:

  1. escolhendo os ossos,
  2. pegando a panela,
  3. colocando ossos na panela,
  4. cozinhando submerso em água por aquele tempo que a gente conversou,
  5. coando, 
  6. e tá pronto.

Aí cada um pode ou não separar a gordura, e vai ter o colágeno cozido, que é a gelatina.

E é isso que importa. 

Quando a gente fala do caldo de osso sem sabor, a gente tem possibilidades culinárias. Inclusive, um dos meus objetivos é pegar as tuas receitas do youtube e provar para todo mundo que dá para colocar tanto a gordura quanto o próprio caldo de ossos em qualquer receita e fazer essa substituição para a gente poder consumir, criar o hábito de consumir caldo de ossos em diversos momentos, porque tu não é obrigado a tomar sopinha sempre.

Você pode pegar um cappuccino low carb, colocar na geladeira, vira uma gelatina de chocolate, bate no liquidificador, coloca em uma forminha e vira um picolé de chocolate. Então o meu objetivo agora nessa volta é o método de fazer as pessoas pensarem em todo o caminho da gelatina e aplicar isso em todos os momentos da tua vida.

Pode tomar caldo de ossos todos os dia no ano sem repetir nenhuma receita ou escolher as suas receitas e fazer até a sobremesa do natal, até a canjica que eu tenho lá no instagram de caldo de ossos low carb e qualquer outro tipo de coisa que tu não vai ter que procurar no google as receitas.

Tudo que vai água e gelatina você vai conseguir substituir por caldo de ossos. Fiquem ligados porque os meus vídeos vão ser adaptando as receitas das pessoas que eu admiro da low carb.

Pedro: eu acho que eu já tinha falado disso com você um tempo atrás, deve ser coisa de um ano atrás.

Bibiana: Faz um tempão, mas agora vai.

Pedro: que eu propus da gente fazer um ebook com as minhas receitas usando caldo de ossos.

Bibiana: te desafio a publicar uma receita de caldo de ossos. Desafiei o Gui e ele não postou até agora.

Pedro: a gente pode pensar aí em umas 30 para juntar em um ebook, eu vou ter que pensar em alguma coisa.

A Paty está perguntando como usar a gordura do caldo de ossos. No caso pelo que eu entendi não a gordura do caldo de ossos em si, mas o frango solta uma gordura que é diferente das gorduras das carnes e da manteiga, mas ela é uma gordura muito boa para untar a frigideira e fazer ovo.

Bibiana: não só isso Pedro, você é muito limitado. Nossa avó usava gordura de tutano para hidratar o cabelo, não tinha Dove naquela época. 

Então como a maior parte do tutano está lá derretido, misturando óleos essenciais, então spoiler porque a gente vai começar a fazer cosméticos. 

Então tudo que tu usa para cozinhar, por exemplo, tu fez uma quiche low carb de massa podre com farinha de amêndoa, aí peguei a gelatina e fiz uma tortinha de limão.

Então tudo que você usa de gordura pode ser substituído pela gordura de caldo de ossos:

  • inclusive para assadura na pele,
  • para quebra química de cabelo (quando as pessoas queimam com descolorante),
  • para acne,
  • para mil coisas.

O tutano é extremamente poderoso e quando aliado com óleos essenciais ele fica uma loucura.

Pedro: o que eu quis dizer, é que na dúvida quando sobra a gordura o pessoal pode usar para fritar ovo, não precisa ter medo de usar.

Bibiana: e fica maravilhoso.

Bibiana: Resumindo, é isso, eu falei sobre o processo. Cozinha, coa, gela, separa gordura, congela. Congela nas porções, os meus potinhos são de 200ml e é isso aí, toma todo dia e pira, #gelatinaliberta.

Pedro: bom, pelo visto a última dúvida aqui era se fazia com a cabeça, com os olhos do frango. Respondendo por mim, acho que faz total sentido usar o bicho inteiro. Me corrija se eu estiver errado.

Bibiana: eu quero ver tirar o olho. Está com medo de usar o olho? 

Então tira o olho para ver o quanto é mais traumatizante.

Pedro: e pelo que eu entendi que a Bibiana explicou aqui seria pra tomar 200ml por dia se fosse feito nessa proporção, certo?

Bibiana: é aquela da glicina que a gente falou de uma pessoa de 70kg, aquela média. Tem post sobre isso, não preciso me alongar, que funciona tanto para suplementação quanto para complementação pelo menos na experiência que a gente tem tido.

Pedro: legal. Bom gente, se vocês tiverem alguma duvida que possa ser respondida rapidamente, é só mandar.

O insta da Bibiana é @cozinhadepedra e o meu insta é @batata.assando.

Todo mundo que está assistindo essa live, por favor, vamos seguir os dois perfis porque quase 80 pessoas chegaram aqui ao longo da live inteira, aliás foi muito mais, a gente pegou um pico de 80 pessoas.

Aisha, depois me manda um direct que eu te passo o lugar que eu compro caldo de ossos com desconto em São Paulo.

Bibiana: é maravilhoso, vamos distribuir glicina para eles.

Pedro: exato, mas também não é aquele merchan todo. E bom, pessoal está pedindo receitas, aguarde.

E eu queria me despedir agora, agradecer muito, você deu uma aula completa aqui sobre caldo de ossos. Só não teve mais coisa porque a gente não tem mais tempo, íamos ficar até 2 da manhã aqui conversando, é muito extenso.

Bibiana: eu quero te chamar para a gente falar dessa alimentação anti-inflamatória, para a gente parar de inflamar e desinflamar. Sou muito fã, muito puxa saco

Pedro: fico muito feliz que você goste.

Antes só de passar a palavra para você, eu vou só fazer mais um merchan, quem quiser o meu livro é só clicar aqui, o meu livro para você que não quer inflamar o intestino.

E que usar o caldo de ossos “só” como suplemento.

Eu entrego o livro para o Brasil inteiro com frete grátis, a Bibiana tem até dois livros aí que ela recebeu.

Não perca tempo, clique aqui e garanta hoje mesmo o seu livro Dominando a Dieta Low Carb: 101 Receitas para Ter Resultados.

Bibiana: Um está até com a minha mãe que só faz as suas receitas.

Pedro: espero que ela esteja tendo resultados também com as minhas receitas.

Agora a palavra é sua, se você quiser passar um recado final para o pessoal que está aqui, alguma coisa extra sobre caldo de ossos ou sobre como consumir ele, ou então só despedir. Enfim, o microfone é seu.

Bibiana: bom, eu queria dizer para vocês que 20% do boi são ossos. O caldo de ossos não é só aproveitar o sabor do boi.

A gente pode aproveitar tudo até o fim e isso eu acho que é o maior respeito que a gente pode ter pela vida do boi.

Aproveitar tudo isso e não comer só picanha ou filé mignon e também ele dá de volta uma saúde incrível, não só uma restauração, tanto de dentro para fora quanto de fora para dentro.

Então é isso, eu fico muito feliz de fazer esse trabalho, realmente ele faz diferença na vida das pessoas, e fico muito feliz de te encontrar, porque como eu falei eu sou muito puxa saco e realmente é um sonho, é uma realização estar aqui contigo e conversar sobre isso porque eu te admiro muito há muito tempo.

Pedro: me deixa até sem graça aqui, eu que agradeço.

Realmente, eu gostei muito dessa live, a gente pode tentar marcar outras porque tem muita coisa para falar sobre  o assunto.

Tem muita gente aqui que perdeu a live, pessoal vai ficar gravado como forma de podcast, eu não vou disponibilizar em vídeo porque como eu falei o pessoal não assiste muito depois e eu prefiro disponibilizar como podcast.

Eu ainda vou lançar o podcast, mas já está gravado. Esse vai ser o episódio 2, em até 15 dias já estará no ar para o pessoal re-assistir. 

Agradecer novamente o pessoal que assistiu, muita galera dando like. 

Muito obrigado Bibiana, até a próxima, a gente segue se falando.